Sandy na capa da IstoÉ Gente (Matéria)



Especial / Sandy
"Eu sei o que é amar”

A cantora irá desfilar no Carnaval, em São Paulo, pela
primeira vez, assume ser ciumenta, afirma que gosta
de fazer loucuras de amor e se diz de saco cheio da
imagem de princesinha encastelada





Sandy coleciona chaves de hotel e tem mania de morder a
língua: “No colegial, o chão era formado por quadrados grandes
e toda vez que eu ia passar não pisava nas linhas”, diz



Sandy vai trocar o palco pela passarela – pelo menos em fevereiro de 2005. No Carnaval de São Paulo, ela irá desfilar na avenida, algo inédito em sua carreira, pela X-9, que homenageará a dupla sertaneja Chitãozinho & Xororó. A filha de Xororó avisa que os 21 anos a deixam pronta para atravessar a passarela do samba. Mas, mesmo na flor da forma física, a Sandy de sempre prevalece: “Nada de biquíni”. Namorada do cantor Lucas Lima, antes de cair no samba, Sandy cumpre, ao lado do irmão Junior, uma agenda de shows ente 10 e 19 de dezembro no Claro Hall, no Rio. E no começo de 2005 inicia as comemorações dos 15 anos de carreira dela e do irmão da maneira mais brasileira: sambando.

Em fevereiro, no Carnaval, é a época em que você descansa melhor...
É. Mas ano que vem vou desfilar na X-9, escola cujo tema é Chitãozinho & Xororó. Já fui convidada para desfilar na Sapucaí, no Rio. Mas eu nunca quis desperdiçar as únicas férias que tenho no ano. Dessa vez vai dar. Não vou desfilar de biquíni, né? Tenho 21 aninhos, estou em forma para atravessar a avenida. Preciso ver minha fantasia ainda.

Tem samba no pé?
Sei sambar! Tenho fitas de vídeo, onde estou dançando, sambando, rebolando, agachando até o chão. Minha fase Carla Perez, três aninhos de idade! Ai, ai, meu passado me condena (risos). Não costumo ouvir samba, mas, quando toca numa festa, gosto de dançar. Acho que vou desfilar em carro alegórico. Adoro altura!

Decidiu prestar vestibular este ano. Quais os desdobramentos dessa decisão?
No começo do ano procurei professores que pudessem me dar aula. Consegui juntar uma turminha e, quando tenho tempo, faço aula particular em casa. Faço uma, duas aulas por semana, de uma hora e meia cada. Isso não basta, não foi suficiente, estou meio nervosa. Faz quatro anos que me formei (no ensino médio) e a gente dá uma esquecida. Cursar Letras é um sonho. Gosto de literatura, gramática, português e tenho muita facilidade para aprender línguas. Pode ser útil, como sou compositora. Vou prestar em duas faculdades, mas não quero divulgá-las para não fazer fila na porta (risos).

Você cozinha?
Adoro cozinhar. Não faço muita coisa, mas faço doces, como bolo, rosquinha – tudo que engorda muito – e massa. Também já fiz comida normal, tipo arroz, feijão, bife e batata frita. Meu macarrão com molho de tomate natural, olha, é imbatível lá em casa! A moça que trabalha lá fazia macarrão de um jeito e, depois que ela viu que o pessoal gostou do meu, ela só fez o mesmo que eu faço.

Para quais outras tarefas domésticas leva jeito?
Detesto limpar. Numa suposição de casamento, cozinhar todo dia não deve ser muito legal. Não gosto de ficar arrumando tudo o tempo todo. Por isso, procuro não bagunçar para que não precise arrumar. No meu quarto, não gosto que fiquem mexendo nas minhas coisas. Sou meio chata com isso. O homem, no mínimo, tem de lavar o prato, manter a parte dele organizada.

Como mantém a saúde?
Tenho preguiça de fazer exercícios cardiovasculares, de correr. Ema-
greço muito fácil (tem 41 quilos). Na tevê, fico bem quando estou bem magrinha. Mas, pessoalmente, fico sem graça de corpo. Ano passado, pesei 39,5! Malho três vezes por semana. A minha professora nunca consegue me convencer a ficar muito tempo na esteira.

Ela já disse que é bom para tonificar o músculo e ajuda contra a celulite? Tem celulite?
Acha que vou contar? Eu como muito doce. Aí, penso: “Bom, quando chegar nos 25 anos, vou diminuir um pouco, porque a partir dessa idade o negócio só vai aumentando”. Não sou de passar muito creme e fazer massagem em clínica de estética. Aliás, sou o maior relaxo com isso, precisaria me cuidar mais. Claro que gosto de estar bonita. Se aparecer celulite a mais, vou querer cuidar. Por enquanto, não tenho muito que me preocupar.

Beijou o Lucas em cima do palco de seu show, mas ao mesmo tempo escondeu o beijo com as mãos. Por quê?
Foi um saco isso! Eu não assumi namoro para expor minha vida. Não tornei meu namoro público. Ele é de conhecimento do público, não é público, é meu e dele. Não quero que achem que estou liberando geral. No nosso show (em São Paulo, no início deste mês), meu irmão chamou o Lucas para uma canja. Não pensei que o público iria fazer isso (gritou, em coro: beija, beija). Era uma coisa óbvia. Fiquei com raiva de mim por isso. Se eu me ligasse, talvez não o teria chamado para uma canja. Para não decepcionar o público, tampei e dei um beijinho – não vou dar tanta sopa assim, beijar de cara!


Está menos tímida?
Não é que estou menos tímida, mas de saco cheio. Tem coisas que antes não falaria. Por exemplo, não falava que estou de saco cheio. Mas não estou agüentando mais. Eu não procuro a imprensa para falar da vida pessoal. Mas ela só me procura para isso. Eu não gosto mes-
mo de falar da minha vida. É inevitável que, uma vez famoso, todos queiram saber da vida pessoal. Mas esse limite devia caber a nós.

Leia mais a baixo...



- Postado por: Jéssica às 11h51
[ ] [ envie esta mensagem ]





Continuação...




Quando conheceu o amor?
Eu já tive as paixonites adolescentes e acho que já amei. Eu sei o que é amar, mas é algo muito pessoal. Desde a primeira vez que me apaixonei sempre achei que fosse amor. Eu gosto de fazer loucuras de amor, de me arriscar, surpreender a pessoa com quem eu estou. Mas como faço é pessoal. Não gosto de monotonia, marasmo, rotina. A gente tem de se apaixonar pela pessoa que a gente ama diariamente. Isso acontece comigo.

Conhece o Lucas há quanto tempo?
Há seis anos. O conheci num show dele, em São Paulo. Fui com minha família ao show e, depois, ao camarim. A gente conversou e já sentiu ali que havia afinidades. Logo ali trocamos telefones e ficamos amigos. Um tempo depois, começamos a namorar.

Quanto tempo durou a primeira vez que namoraram?
Segredo. Alguns meses.

Acha muito pessoal dizer há quanto tempo estão juntos dessa vez?
Acho. Não faz muito tempo, alguns meses também.

Suponha que eu namore com você desde os seus quinze anos e depois de cinco anos decidimos ter nossa primeira noite de amor. Em qual lugar não toparia fazer amor?
Em um lugar perigoso. Perigoso de chegar gente, de ser interrompido. Não faria em lugar aberto, que tenha risco de aquele momento ser estragado.

Já li muito uma declaração sua: “Nunca fui santa”. É uma resposta ao fato de a imaginarem uma bonequinha de porcelana, intocável?
É complicado desfazer um rótulo que está há tanto tempo: o de princesinha encastelada. Para tirarem um rótulo, precisam colocar outro. Essa imagem (de princesinha) me incomoda. Não gosto de ter rótulo. Não sou uma louca, bicho-grilo, underground. Sou um ser humano e não tenho nada de santa e nem de princesinha encastelada.

Sente-se perseguida?
Sou perseguida. Não estão contentes com o significado das minhas respostas. Fazer o quê? Já disseram que eu estava com leucemia. Uma vez, disseram que eu estava namorando uns vinte de uma vez e, entre eles, o meu segurança, o Ferrugem. O cara é casado, tem filho! O filho dele brigou na escola, porque ficaram enchendo o saco que o pai dele estava namorando a Sandy.

Seu irmão já ganhou camisinha de seu pai. Com se sentiria se algo parecido acontecesse com você?
Não sei. Meu pai não faria isso. Não deve existir pai que dê camisinha para a filha. Se ela quiser, vai comprar ou pedir para o namorado.

Seu ciúme vai até onde?
Não gosto de ficar controlando as amizades (do parceiro). Cada um escolhe o que quer fazer, não tem de viver só para a namorada. O cara tem o direito de sair com os amigos de vez em quando. Claro que a namorada tem de ter uma atenção especial. Mas eu nunca precisei cobrar, não gosto disso. Sou ciumenta quando uma mulher dá em cima, tipo: “Não vai ficar olhando! Ela tá com roupa curta”.

A quem contaria primeiro quando tivesse a primeira relação sexual?
Não sei se teria uma ou mais pessoas, ou ninguém. Melhor não falar.

Considera-se bonita?
Me olho bastante no espelho. Não sou uma miss, uma diva, uma supermodelo, mas gosto de mim. Gosto dos meus olhos, da minha cintura. O formato da unha, alongado, é bonito, a mão é magra. Gosto de ser magra. Não gosto da minha altura (1,58 metro). Os meus saltos são cada vez maiores. Até meu tênis (mostra) é de salto. Não me sinto bem (sem salto), a postura fica diferente, me sinto inferior.

Que manias você tem?
Mania de perfeição, de morder a língua. Coleciono chave de hotel, do tipo cartãozinho. Tenho um monte guardado. Tenho mania de arrumar sobrancelha das pessoas. Também tenho mania de, no banco de trás do carro, sentar sempre no meio. Passo mal se sentar atrás do motorista ou do passageiro, porque não consigo ver o caminho. Já tive mania de não pisar em risca (linhas traçadas no chão). No colegial (ensino médio), o chão era formado por quadrados grandes e toda vez que eu ia passar não pisava nas linhas. Quando criança, no calçadão de Copacabana, eu só pisava numa única cor. Já passou também.


A cantora não gosta de cobrar o namorado. “Sou ciumenta quando uma mulher dá em cima, tipo: ‘Não vai ficar olhando!
Ela tá com uma roupa curta’”


Fonte: Revista IstoE Gente



- Postado por: Jéssica às 11h50
[ ] [ envie esta mensagem ]





Prévia: Revista TRIP e TPM ( S&J )









Obs: Nas Bancas, a partir do dia 18 de Novembro


Fonte: Site Oficial Trip e Tpm



- Postado por: Jéssica às 12h48
[ ] [ envie esta mensagem ]





"Já fui traída por amigos", diz Sandy

Sandy tem cara de boneca, jeito de menina, mas nem por isso está isenta de traições. Em entrevista à revista Trip de novembro, a cantora contou que já foi traída por amigos.
"Já aconteceu mais de uma vez de amigos me traírem, mas não posso ficar paranóica. Tenho três bons amigos, fora minha família", explicou.

Na revista, que chega quarta-feira às bancas, Sandy conta também que nunca sai de casa sem maquiagem, porque sempre atende pedidos para ser fotografada com fãs.

                                                                                 Fonte: Terra



- Postado por: Jéssica às 12h46
[ ] [ envie esta mensagem ]





Confira um  trecho da entrevista feita pela Jovem Pan dia 12/07/2002
 
A dupla chegou ao meio-dia e trinta aos estúdios da rádio.
Cheios de bom humor, estão respondendo as perguntas dos
irreverentes rapazes do programa Pânico.

Qual foi a sua participação neste CD?
Junior - Eu dei alguns palpites, mas não acompanhei tudo de
perto. De qualquer forma, tudo teve que passar pela minha
aprovação.

O que vocês gostam de fazer nas horas de folga?
Sandy - Não dá para passear no shopping, só no exterior a
gente ainda pode. Se bem que em Portugal parecia que
estávamos no Brasil, a gente não esperava que tanta gente nos
conhecesse. Fizemos um show e onde cabiam 200 pessoas, havia
duas mil!

Vocês imaginavam que ficariam tão famosos?
Sandy - A gente não imaginava nada, a gente queria fazer
shows, cantar, mas não sabia se ia ficar famoso, ganhar
dinheiro...

Qual a pior coisa de ficar famoso?
Junior – Não é que a gente não pode fazer nada, mas perdemos
nossa privacidade.
Sandy – Inventam muita fofoca, por isso decidimos não falar
mais sobre nossa vida pessoal.

Vai ser feito um filme sobre a vida de vocês?
Sandy - Não é sobre a nossa vida, não vamos ser Sandy e
Junior, vamos ser outros personages, mas começaremos a filmar
este ano e deve sair no ano que vem.

Como você se sente sendo considerada um símbolo sexual?
Sandy - Eu nunca fiz nada para chamar a atenção para esse
lado, mas eu fico feliz.

Vocês teriam coragam de para posar para um revista nus?
Sandy – Pincel! (código para não responder)

Qual foi o maior mico que vocês já pagaram em um show?
Sandy – A gente já caiu no palco.

Vocês usaram no final do último clipe os fogos da Disney?
Sandy - Não, nem sei de onde são aqueles fogos, nós gravamos
em Miami.

Quem tem mais ciúmes da Sandy: você, Junior, ou o Xororó?
Junior - Eu já fui bem ciumento, mas ela não dá motivos.
Sandy - Eles estão bem tranquilos comigo.

Vocês estavam na lista de uns sequestradores de Campinas, foi
por isso que fizeram essa turnê para os Estados Unidos?
Sandy - Não, isso já era um projeto antigo.

Vocês não fizeram sucesso lá fora gravando em português e por
isso tiveram que gravar em inglês?
Sandy - Em cada país é de um jeito, mas escolhemos gravar em
inglês porque é um idioma mundial. Se a gente só cantasse em
português só entenderiam aqui, em Portugal e num pedacinho da
África.

Como é que você consegue namorar o filho do Pedro de Lara,
aquele menino da Família Lima?
Sandy - Pincel e risos...

Qual o homem mais bonito na sua opinião, Sandy?
Sandy - O Bola!!!!
(...)


- Postado por: Jéssica às 13h18
[ ] [ envie esta mensagem ]





Diário da Manhã - Sandy diz:
"Posso cantar sozinha"

   

Sim, a Sandy é um doce. Não, ela não vai se separar do irmão Júnior. Sim, a menina rica e talentosa também tem um sonho. Não, tanto sucesso não fez mal ao seu caráter. Sim, ela está namorando e muito feliz. Na manhã de quarta-feira (20), Sandy falou, por telefone, com exclusividade ao Diário da Manha. Do apartamento de seus pais em Campinas, interior de São Paulo, a cantora, acompanhada de sua fiel cachorrinha de estimação, concedeu a seguinte entrevista:

DM – Qual a diferença da turnê Identidade para as anteriores?

Sandy – O show é baseado no CD Identidade, o mais autoral de nossa carreira. Ele retrata a fase que vivemos e é muito verdadeiro, genuíno. No palco, as pessoas vão ver as coisas que a gente gosta e acredita. Já tínhamos dado nossos passinhos antes, mas agora, assumimos as rédeas de nossa música.. (pausa para acalmar a cachorrinha de estimação que não pára de latir) Bom, saíram os bailarinos, os efeitos... A atração principal é a nossa música. Ficou muito bacana e o público está gostando dessas mudanças.

DM – Não tem receio de, ao mudar o tom para algo mais juvenil, romper com as crianças?

Sandy – Já faz um tempo que a gente não canta para crianças e mesmo assim este continua sendo um público fiel. Eles nem eram nascidos quando começamos e adoram nosso trabalho. Acredito que não é preciso fazer um trabalho direcionado para atingir determinado segmento. Nosso público cresceu com a gente. Eles entendem nossa necessidade de mudança porque também mudaram. Estamos fazendo o que temos vontade. É uma música que vem do coração e esta linguagem é universal.

DM – Vocês tem uma música, Você Pra Sempre, cujo título é Inveja. Você já sentiu inveja?

Sandy – Às vezes eu sinto que algumas pessoas têm inveja de mim. Sei lá, um ciúme, talvez pelo fato de eu ser muito sincera... Mas eu não fico pensando nestas coisas não. Prefiro trabalhar muito e olhar pra frente.

Túnel do Tempo

1991 – S&J lançam o primeiro CD, Aniversário do Tatu (é bom lembrar que naquela época era LP!)

1995 – A dupla lançou discos em todos os anos da década de 90 mantendo hits nas rádios

2000 – Partem para a carreira internacional; em 2002 lançam CD todo em inglês

2003 – O sucesso do seriado na TV não se repetiu nos cinemas no filme AcQuária.

´Sandy disse que o show reflete seu momento de independência artística´


DM – Ao fazer um trabalho mais individualizado vocês não acabam reforçando o boato da possível separação da dupla?

Sandy – Esse boato nos acompanha desde que começamos nossa carreira. Todo mundo profetizou que a gente ia se separar. Meu irmão acaba de lançar uma banda, a SoulFunk. Mas estes são projetos paralelos que não interferem no trabalho da dupla. Tem um monte de coisas que também posso fazer sozinha. Sempre sou convidada para cantar com outras pessoas. Já dividi o palco com Caetano, Ivete, Ed Motta, Tony Garrido, Andréa Bocceli. A música-tema do filme Dona da História canto sozinha. Ou seja, nunca recusei um trabalho por não estar com o Júnior. Não tenho medo disso. E ele também não. Mas não é por causa desses trabalhos paralelos que vamos nos separar.

DM – Você é uma menina rica, bonita e famosa. Existe algum sonho que você ainda não tenha realizado?

Sandy – Sempre que tenho um sonho, começo a correr atrás dele até conseguir. Sou muito determinada. Nunca desisto. No momento, estou super-realizada e feliz. Meu próximo projeto é o novo CD e o programa de televisão. Se eu tivesse que dizer um sonho não realizado hoje seria cursar Letras na universidade. Em 2000, passei no vestibular para Psicologia, mas não pude cursar. Fazer Letras. Isso é o que mais quero no momento.

DM – Qual é a pergunta que você não suporta mais responder?

Sandy – Com certeza é: Você está namorando?

DM – Você está namorando?

Sandy – (risos) Ah, essa não vale. Todo mundo já sabe que estou namorando.

..:: FONTE: JORNAK DA MANHÃ / TIAGO SENNA (FORUM A LENDA ::..

 


- Postado por: Jéssica às 18h28
[ ] [ envie esta mensagem ]





Mais gifs de Sandy e Junior

 

   



- Postado por: Jéssica às 17h56
[ ] [ envie esta mensagem ]





Revista Malu: Sandy de menina à mulher



Aos 21 anos, Sandy está mais leve, mais solta e mais feliz. Recentemente, assumiu o namoro com Lucas Lima, declarou que não é santa e que não tem nenhum problema em falar sobre sexo. A menina romântica não desapareceu, apenas tomou novos rumos, resultado do amadurecimento de quem está se tornando adulta. Com um corpo lindo, uma voz maravilhosa e muita personalidade, ela mostra porque é tão admirada!

"Eu acredito em finais felizes para as relações de amor verdadeiro. Quando a gente encontra uma relação onde se pode trocar amor, confiança, cumplicidade e amizade, o final só pode ser feliz" - diz a cantora


O casal Sandy e Lucas já havia namorado, ficou separado por um tempo e acabou reatando nos últimos meses, prova do grande amor que exite entre os dois. A demora em assumir o relacionamento foi unicamente por causa do assédio da imprensa e dos problemas que epodem surgir por causa da exposição do casal. Em entrevista à revista Quem, Sandy disse que quis preservar o reinício da relação para que os dois pudessem se curtir mais, sem ter que dar explicações ou se tornarem alvos de fofocas.

O que mudou


Sandy namorou Paulinho Vilhena na época em que faziam juntos o seriado Sandy e Junior, na Rede Globo. Paulinho confessou que durante os oito meses de namoro os dois não tiveram nenhum envolvimento sexual por causa da cantora.
Mesmo antes da volta com Lucas, Sandy já estava mais aberta com relação à sua intimidade e não via problemas em falar sobre sexo e virgindade.
A figura de menina recatada e cheia de pureza era uma das características de Sandy.
Com o passar do tempo, Sandy ficou menos preocupada com a imagem que o público tinha dela e, hoje, não vê o menor problema em ser símbolo sexual.

Mais unidos do que nunca


Sandy e Junior estão com projetos individuais de carreira, o que não significa que tenham planos de separação. Sandy gosta de cantar MPB e Junior tem paixão por diversos instrumentos. Por isso, o irmão montou a banda SoulFunk com uns amigos e está dando os primeiros passos sem a irmã. A mudança de nome artístico para Junior Lima é, de acordo com a assessoria, apenas uma questão para facilitar a identifacação dele.

Beleza


O corpo perfeito de Sandy é conquistado com muito suor. Além dos ensaios e dos shows, ela faz aulas de balé. A pele recebe cuidados especiais por conta das sardas e a cantora confessou, em entrevista à revista Capricho, que adora maquiagem e que não fica sem rímel nem quando está em casa, porque não se sente bonita de cara lavada. Para os cabelos, atenção à cor e à hidratação são seus truques. "Faço hidratação nos fios sempre que dá. Minha mãe tem experiência nisso: às vezes, ela mistura alguns cremes, de marcas que ela sabe que se dão bem com meu cabelo, que meu cabelo gosta. Depois do banho de creme, ela faz uma massagem no couro cabeludo e, então, fico no vapor por uma meia hora, 20 minutos. Depois, é só enxaguar", conta Sandy.

Família


Sandy ainda mora com os pais, apesar da independência financeira. Em entrevista à revista Quem, ela disse que não vê o menor problema nisso, pois tem total liberdade em casa. A família mora em Campinas, mas mantém apartamentos no Rio e em São Paulo para hospedá-los em viagens a trabalho. Sandy pensa em se casar antes dos 25 anos e sonha em ser mãe.

Sucesso fora do país


A turnê internacional foi um momento especial da carreira de Sandy. "A gente gostou muito, foi uma experiência ótima. Por enquanto, estamos só divulgando o nosso trabalho lá fora e pretendemos continuar assim com a nossa carreira internacional. Estamos tocando nossos projetos por aqui e depois vamos retomar nossa carreira internacional", revela.

O lado secreto de Sandy


- Sandy é perfeccionista e dedicada. Cobra-se demais e quer sempre o melhor de si.
- Para ela, a careira vem em primeiro lugar. Não trocaria a música nem por um grande amor: ela prefere conciliar esses dois aspectos.
- Queria muito que as pessoas a vissem como alguém de carne e osso que, às vezes, está feliz, às vezes, triste.
- É ciumenta e não aceita, em hipótese alguma, uma traição.

Direitos à Portal Libertar / Revista Malu



- Postado por: Jéssica às 17h41
[ ] [ envie esta mensagem ]







- Postado por: Jéssica às 17h37
[ ] [ envie esta mensagem ]





Sandy e Júnior enlouquecem os fãs na Henrique Schaumann

Padrinhos nacionais do McDonald’s, a dupla Sandy e Júnior visitou o McDonald’s da rua Henrique Schaumann, na Zona Oeste de São Paulo, no início da tarde para levar seu apoio à campanha.

Cercados pelos fãs, os astros adolescentes entraram na loja, compraram Big Mac e foram para trás do balcão para ajudar a servir os clientes. Sandy e Júnior permaneceram por quase uma hora na loja e posaram para fotos junto com o presidente do McDonald's, Sérgio Daniel Alonso, o superintendente do Instituto Ronald McDonald, Francisco Neves, e também com fãs e funcionários do restaurante.

A dupla foi acompanhada pelos pais, o cantor sertanejo Xororó, e a mamãe Noely.

Fotos: Luludi/Luz 

A dupla posa ao lado do presidente do McDonald's Brasil, Sérgio Daniel Alonso 


A família toda se reuniu para apoiar a campanha: o pai Xororó e a mãe Noely, junto com Sandy e Júnior. Entre Xororó e Jr., o presidente do McDonald's, Sérgio Alonso; ao lado da Sandy, o superintendente do Instituto Ronald McDonald, Francisco Neves 





Júnior distribuiu autógrafos aos fãs 


A dupla com Ronald McDonald; atrás, o diretor regional do McDonald's, Wander Ligabó 


Sandy e Júnior lotaram a bandeja com Big Macs e McFritas 


Os funcionários da loja se reuniram para o clique da fotógrafa 









Os astros ajudaram a servir os clientes

Fonte: Portal A4E / MC DONALD'S



- Postado por: Jéssica às 16h38
[ ] [ envie esta mensagem ]





Veja-Auto-Retrato Junior Lima

Junior cansou de ser Junior. Aos 20 anos, não quer mais ser visto apenas como o irmão de Sandy, como a eterna segunda voz de uma dupla que faz sucesso há quase quinze anos.

 

Para diferenciar-se, acrescentou o sobrenome Lima a Junior e montou a banda Soul Funk, que toca em bares de São Paulo. Mas, como o trabalho que paga as contas ainda é a parceria com Sandy, ele só é Junior Lima nos intervalos que sobram na agenda do Junior sem Lima. Nesta entrevista à repórter Anna Paula Buchalla, o cantor fala de sua tentativa de ganhar autonomia.

POR QUE VOCÊ ACRESCENTOU O SOBRENOME LIMA AO SEU NOME ARTÍSTICO?
Quando comecei a dar canja nos shows de outros músicos, como os do Davi Moares, as pessoas sempre demoravam a entender: "Que Junior?... Ah, o Junior da Sandy". Ficava incomodado por depender da Sandy para ser identificado. Por isso acrescentei o Lima. O Junior Lima não é o "Junior da Sandy".

VOCÊ SE SENTE SUFOCADO POR SUA IRMÃ?
O que posso dizer é que, apesar de ter uma função importante na dupla, a segunda voz é quase sempre desvalorizada. Só nos últimos anos é que comecei a desenvolver e mostrar mais o meu lado de músico. Se foi também para sair da sombra da Sandy? Sim.

E VOCÊ ACHA QUE ESTA CONSEGUINDO?
Acho que sim. Algumas pessoas têm preconceito em relação à dupla. Mas, quando nos apresentamos separadamente, essas mesmas pessoas nos elogiam.

NAS ENTREVISTAS, VOCÊ É FREQÜENTEMENTE INTERROMPIDO POR SANDY. ISSO NÃO O IRRITA?
Eu me acostumei. No início da carreira, era ela que sempre falava. Eu era bem ruim. Nesse sentido, continuo um pouco mais devagar do que ela. Só comecei a falar com quase 3 anos de idade. Teve uma médica que disse que eu era hipotônico, que teria um desenvolvimento mais lento do que o normal. Mas não é só a Sandy que me interrompe. O Faustão (apresentador da Rede Globo) também faz isso quando me entrevista.

VOCÊ PENSA EM TER UMA CARREIRA PARALELA?
Por enquanto não, mas tenho alguns projetos paralelos. A banda Soul Funk é um deles. Lá, sou um baterista, sempre posicionado no fundo do palco. É assim que os músicos iniciam. Estou fazendo o inverso: comecei famoso e agora parto para projetos menores, que me dão muito prazer.

VOCÊ E SANDY SÃO DIFERENTES NO QUÊ?
A Sandy é perfeccionista. Não faz nada sem ensaiar. Eu sou impulsivo, atirado. Temos personalidades completamente diferentes. A Sandy, por exemplo, não gosta de sair à noite. Ela reclama da música alta, do cheiro de cigarro e de gente bêbada que vem falar com ela. A Sandy não relaxa. Se você olhar para os dedos dos pés dela, perceberá que estão sempre contraídos. Eu não me lembro da última vez em que vi a Sandy sem rímel – nem em casa ela tira a maquiagem. Já eu saio até de moletom furado.

VOCÊS BRIGAM MUITO?
Apesar de nossas diferenças, temos pontos em comum. Somos carinhosos um com o outro e nos respeitamos. Não existe grito nem palavrões nas nossas brigas. Temos ainda o nosso som, a nossa carreira, a nossa paixão pela música.

NUM SHOW DO SEPULTURA, VOCÊ FOI VAIADO E CHAMADO DE GAY. ISSO O CHATEOU MUITO?
Quando entrei no palco, começaram a me xingar. Aí o Andreas (do Sepultura) disse: "Ouçam primeiro". Rolou, então, um Jimi Hendrix pesado. No fim, até me aplaudiram. Eu entendo por que algumas pessoas acham que eu sou gay desde pequeno. Imagine um garoto de 13 anos que canta "Vai ter de rebolar" e rebola no palco...

O QUE MUDOU QUANDO VOCÊ ASSUMIU A DIREÇÃO MUSICAL DOS SHOWS DA DUPLA?
Tirei, por exemplo, o balé de cena. Com o balé, o público perdia o foco da música. Eu fazia um solo de guitarra superbacana e ninguém notava. Mas, quando largava a guitarra e dava uma dançadinha, a galera vinha abaixo. Hoje não largo a guitarra nem um minuto. Quero que me vejam como um músico. Não estou aqui a passeio, para brincar de ser artista.



Fonte: Veja



- Postado por: Jéssica às 16h30
[ ] [ envie esta mensagem ]





Sandy afirma que é
supersticiosa

 

Durante a passagem de som para o show “Identidade Tour”, que aconteceu na tarde da última quarta-feira, dia 3, no Credicard Hall, Sandy confessou ser eclética e supersticiosa.

Com saia comprida, camiseta com broche, sapato de salto, cabelos mais claros e encaracolados, e pulseira de "Nosso Senhor do Bonfim", a cantora esbanjou simpatia.

“Eu adoro mudar de estilo, sempre. Cada dia escolho uma roupa diferente. Quanto a pulseira, eu comprei e não fiz nenhum pedido, porque troco todos os dias, mas sou supersticiosa. Bato três vezes na madeira, e coloco semente de romã na carteira, porque dizem que traz sorte”, contou Sandy.

Pirataria

Às vésperas de iniciar a turnê “Identidade Tour", em São Paulo, Sandy e Junior fazem um apelo a pirataria.

“Eu fico chateada e muito brava com a desonestidade da pirataria, que atinge dois terços do mercado. Não comprem nada que seja pirata, isso não prejudica só os artistas, mas todo o mercado fonográfico”, desabafou Sandy.

A dupla, que alcançou cerca de 450 mil cd’s vendidos, poderia ter conquistado maiores números, pois a pirataria consumiu cerca de 1 milhão de Cd’s deles.

No palco...

Assim como todos os irmãos, a convivência entre Sandy e Junior não é só flores e revelam as coisas que irritam um ao outro no palco.

“O que mais me irrita no Ju acontece quando estamos ensaiando e ele pára no meio da música para tocar outra, ele aumenta o som do amplificador e só ouço a guitarra. Tento ouvir minha voz, mas não consigo, então peço que ele abaixe o som”, contou Sandy.

Ao ser questionado, Junior Lima responde rapidamente:

“quando ela pede que eu abaixe o som do amplificador”, retrucou o músico sem pensar.

..:: FONTE: O FUXICO ::..



- Postado por: Jéssica às 16h13
[ ] [ envie esta mensagem ]





Sandy quer Direito e
Junior quer Música

Depois de 5 meses na estrada, Sandy e Junior chegam à São Paulo. Na tarde de quarta-feira, dia 3, os irmãos receberam a imprensa no Credicard Hall, em São Paulo, para realizar a passagem de som do show “Identidade Tour”, que acontecerá de 5 a 7 e de 12 a 14 de novembro, no local, e ainda para falar da expectativa da apresentação, e até de estudos.

O Show

“Esse espetáculo mostra nosso amadurecimento musical. Assim como nosso CD ‘Identidade’, o show também tem a nossa cara. O cenário está simples, mais clean, não há mais bailarinos, somente a banda. O repertório está pesado, com rock’n roll. Vamos mostrar a nossa cara”, contou Junior, que pela primeira vez, dirige uma turnê. Já o argentino Picky Talarico (na foto ao lado da dupla) assina a direção cênica.

“Sou o diretor musical. Deixamos de lado o pop. Estou bem mais seguro musicalmente e todas as decisões tomadas foram minhas e da Sandy. Cada vez mais estamos tomando as rédeas de nossas carreiras, nossos rumos”, finalizou Junior.

Sempre simpática, Sandy endossou: ”Também me sinto mais segura, e é incrível como eu e meu irmão temos gostos parecidos”.

A turnê também conta com a canção “Bring Me To Life”, do Evanescence:

“Escolhi essa canção porque adoro cantar músicas que necessitam de uma interpretação. Essa é uma que me emociona”.

Os músicos ainda revelaram que, em dezembro, entrarão em estúdio para gravar um novo álbum:

“Já começamos a pensar num novo trabalho”, disse Sandy.

Mas, não é só em música que os meninos pensam, pois atualmente estudam para o vestibular.

“Eu vou prestar Direito e o Júnior Música”, afirmou Sandy.

Visual

 Questionada pela imprensa sobre a mudança de seu visual, Sandy explicou:

"Resolvi retocar as minhas mechas. Adoro mudar".

..:: FONTE: O FUXICO ::..



- Postado por: Jéssica às 16h11
[ ] [ envie esta mensagem ]





Sandy faz test-drive no
fogão de sua casa

A cantora Sandy já começou a se preparar para enfrentar uma chapa de frituras nesse final de semana em São Paulo.

A bonitinha, que dificilmente passa perto de uma cozinha, irá preparar hamburgueres no dia em que uma rede americana de fast food redireciona todo o valor arrecadado com um sanduíche para uma instituição que cuida de crianças com câncer.

Há quem diga que Sandy até já fez um teste na sua casa fritando algumas coisinhas... Será que isso vai dar certo? Chama a Ana Maria Braga.

..:: FONTE: VIRGULANDO ::..



- Postado por: Jéssica às 16h10
[ ] [ envie esta mensagem ]





Nome:Jéssica
Idade:16 aninhux
Moro: Sampa
Msn:jeka446@hotmail.com

Eu amo:Sandy e Junior

Odeio: Q falem mal de Sandy e Junior
 

§ Blog de Amigos §

Ju-The Return

Adrina-Metal Head

Zé-Heroes Never Die
Joyce-Remember You
Pudim-Vamo q Vamo PQP
Jessica-Diario De Uma Maluca
Cellinha-Sandy e Jr Online
Luana-Folog
Smallville

§ Sites §

Sandy e Junior Oficial

Potal Identidade

Luz e Ação
A Gente da Certo
As Quatro Estações
A Lenda

§ Créditos §

§ Votação §

Dê nota para meu blog



§ Indique esse blog §

>

§ Meu passado §

20/02/2005 a 26/02/2005
13/02/2005 a 19/02/2005
06/02/2005 a 12/02/2005
16/01/2005 a 22/01/2005
09/01/2005 a 15/01/2005
02/01/2005 a 08/01/2005
19/12/2004 a 25/12/2004
12/12/2004 a 18/12/2004
05/12/2004 a 11/12/2004
28/11/2004 a 04/12/2004
21/11/2004 a 27/11/2004
14/11/2004 a 20/11/2004
07/11/2004 a 13/11/2004



Home